Menu Lateral
 
Rio Acima, 22 de Fevereiro de 2017 :: 43 visitantes online.

 

 

Rio Acima, Cidade das Águas

Rio Acima é uma daquelas cidades do interior de Minas que encanta seus moradores e os turistas. Situada a 39 km de Belo Horizonte, o acesso é por uma estrada bem pavimentada e sinalizada.

Com pouco mais de 9 mil habitantes, segundo dados do IBGE, a cidade possui lindas cachoeiras como a Cachoeira Chica Dona, Cachoeira do Índio e a Cachoeira do Viana, verdadeiras obras primas da natureza. É a única cidade mineira com 100% do território localizado dentro da APA Sul - área de proteção ambiental que comporta 14 municípios da grande BH.

Além disso, integra a Estrada Real, por meio da estrada que ligava Santa Bárbara e Ouro Preto, dentro da Serra do Espinhaço, mais propriamente da Serra da Gandarela. Visite a cidade e conheça as mais belas paisagens de Minas Gerais.

 

De Povoado de Santo Antônio à Rio Acima, cidade das águas!

Por volta de 1736 surgiu o povoado de Santo Antônio de Rio Acima, às margens do Rio das Velhas, maior afluente do rio São Francisco. A localidade foi descoberta por bandeirantes que desbravavam o interior das Minas Gerais à procura de ouro.

Santo Antônio de Rio Acima era comarca do município de Sabará. Como costume da época, por volta de 1752 foi erguida a capela de Santo Antônio – padroeiro da cidade – no estilo barroco. Posteriormente, por volta de 1773, foi construída a capela do Rosário, sua fundação era de pedras e o altar em madeira talhada. A capela dispunha de um cemitério em suas adjacências, que até hoje, é o cemitério da cidade.

Em 09 de fevereiro de 1831 o povoado de Santo Antônio de Rio Acima recebeu a visita do casal real D. Pedro I e D. Leopoldina. Esse fato fez com que, nos dias atuais, a cidade entrasse no circuito da Estrada Real, contendo em seu território 26 marcos do circuito.

Já em junho de 1890 foi inaugurada a Estação Ferroviária Central do Brasil, construída junto com a ferrovia que ligava, antigamente, Sabará a Ouro Preto. A ferrovia trouxe novas possibilidades econômicas à cidade, além disso, serviu durante anos como embarque e desembarque de passageiros e cargas. Com a mudança de concessão de exploração da rede ferroviária, o seu funcionamento foi diminuindo até parar completamente por volta de 1999.

Em fevereiro de 1891 Santo Antônio de Rio Acima passa a ser arraial de Nova Lima, comarca de Sabará. Em setembro de 1923 passou a chamar-se Rio Acima, e só em 27 de dezembro de 1948 foi conseguir sua emancipação.

A Siderúrgica Santo Antônio se instalou em Rio Acima no ano de 1903, onde fabricava caçarolas, chapas, peças para banheiro, entre outros. Em 1936 passou a se chamar Sociedade Anônima Metalúrgica Santo Antônio (SAMSA). A SAMSA foi uma das empresas mais importantes para a movimentação econômica da cidade, trazendo consigo o desenvolvimento. Em 1956 a empresa encerrou suas atividades.

Com o propósito de ligar Belo Horizonte ao Rio de Janeiro em um percurso menor, em 1921 houve a expansão rodoviária, porém o trajeto sofreu inúmeras mudanças, acarretando no surgimento da rodovia MG 030, rodovia esta que passa por Rio Acima.

Em 1926 teve início o funcionamento da Cerâmica Giannetti. A empresa fabricava telhas francesas e coloniais, telhas curvas, tijolos de laje e furados, manilhas, entre outros. Em 1967 ela foi vendida e passou a se chamar Vivulca Ltda. Já em 1983 ela mudou de dono novamente e passou a denominar-se Cerâmica São Cristóvão. Em 1988 foi arrendada e se denominou Cerâmica Medrado Ltda. Por fim, em 1989 foi adquirida por três sócios e alterou seu nome para Cerâmica Duconde. A cerâmica foi desativada e transformou-se no condomínio Trilhas do Ouro, do grupo Geloso.

Em setembro de 1928 foi construída a ponte sobre o Rio das Velhas que possui a mesma estrutura desde então.

Em 1937 começam as atividades da Cerâmica A. R. Teixeira Ltda, que em 1966 se transformou em Cerâmica Morgan Ltda. A empresa encerrou a fabricação de seus produtos em julho de 2008.

Em abril de 1942 iniciaram as atividades da Cia. De Mineração e Siderúrgica Gandarela onde eram produzidas chapas de fogão, arados, placas comemorativas, panelas caldeirões, entre outros. Já em 1965, depois de 23 anos de funcionamento a empresa encerrou suas atividades.

Em outubro de 1943 foi fundado o Rioacimense Sport Club. Primeiro clube de futebol de Rio Acima. Em junho de 1945 instituiu-se o Grêmio Recreativo Industrial da Samsa que servia para fazer bailes e eventos sociais da cidade.

Em 1950 foi instalada a primeira escola de Rio Acima, a Escola Municipal Honorina Gianetti, uma homenagem a Américo Renne Gianetti (um dos donos da cerâmica Gianetti) a sua esposa Honorina.

Em 1953 foi demolida a igreja Matriz de Santo Antônio, e em 1957 começou a construção da nova e atual igreja, essa por sua vez em estilo neogótico.

Em 1964 foi criado o segundo grupo escolar de Rio Acima, que recebeu o nome de Grupo Escolar Padre Osvaldo Carlos Pereira, em homenagem a um pároco querido na cidade.

De acordo com a Lei Municipal nº. 516, de 3 de julgo de 1972, é criada a bandeira municipal de Rio Acima.

Em março de 1974 foi inaugurada a Biblioteca Pública Machado de Assis, que atualmente é abrigada na Estação da Cultura.

Em 1977 foi construído o prédio do Centro Social Urbano - CSU - no estilo neo-romano, a construção é regular com arcos nas partes frontais e laterais, sendo composto por três pavimentos.

Quando foi criado, o C.S.U. contava com um campo de futebol, duas quadras poliesportivas, quadra de peteca, salão de festas, salão de baile, bar, sala de projeção de filmes, sala de reuniões, biblioteca, teatro, almoxarifado e uma série de outras salas onde eram oferecidos cursos à população.

A construção, em sua época de funcionamento, era referência na cidade das atividades de esporte, cultura e lazer. Após perder o convênio com o SENAC (Serviço Nacional do Comércio) o imóvel perdeu todas as suas atividades e passou a servir como posto médico por um tempo. Chegou a acomodar creches e escolas infantis, atualmente abriga as secretarias de Esporte, Meio Ambiente e Ação Social.

Em 1977 é dado o início da exploração de dolomita, serpentino e ferro manganês pela Minerações Brasileiras Reunidas – MBR.

Em Dezembro de 1978 foi fundada a Liga Desportiva de Rio Acima (LIDERA) como entidade filiada à Federação Mineira de Futebol. Em conseqüência da criação da Liga Desportiva de Rio Acima, no ano de 1979 foi fundado o Apolo Social Esporte Clube e em 1984 foi criado o Palmeira Esporte Clube (Palmeirinha). Já em 1993 foi fundado o União Bom Jardim Futebol Clube.

Em 1991 a Associação Mingu de Proteção Ambiental (Ampa) realiza várias atividades voltadas para a preservação e proteção ambiental do Vale do Mingu. E de 1991 a 1994 a Ampa participou de várias reuniões e encontros com ONG’s e órgãos estaduais para a criação da APA/SUL (Área de Proteção Ambiental / Sul) localizada na região metropolitana de Belo Horizonte, assinada em 1994. Além desses feitos a Ampa promoveu várias atividades relacionadas à educação, preservação e proteção ambiental.

Em 1996 é construída a praça em homenagem a Santo Antônio, em frente à Igreja Matriz.

Em 1999 Rio Acima é integrado a Associação dos Municípios Mineiros do Circuito do Ouro, que é composto por dezoito cidades.

Em 2000 é lançado o primeiro jornal da cidade, a Folha de Rio Acima.

Em abril de 2001 a MBR concedeu em regime de comodato para a Prefeitura de Rio Acima o escritório, galpão e pátio a fim da utilização para atividades ligadas a reciclagem de lixo, viveiro de mudas, canil, museu entre outras, todas ligadas ao meio ambiente. Meses depois o local passaria a funcionar como secretarias de Meio Ambiente, Esporte, Lazer e Turismo. Atualmente, o local funciona o Instituto Gandarela.

Em maio de 2001 inicia-se o Projeto de Feira na Praça, com barraquinhas de produtos artesanais e alimentação típica da região. Na atualidade, esse projeto atende por Feira dos Produtores Rurais de Rio Acima. Em setembro, a Prefeitura de Rio Acima comprou a Samsa, essa que passou a pertencer ao patrimônio de Rio Acima.

Em dezembro de 2004 foi inaugurada a Câmara Municipal. Ela ocupa um prédio que foi reformado, pois outrora era casa dos funcionários da antiga RFFSA (rede ferroviária que passava por Rio Acima).

Em maio de 2005 foi inaugurada a Praça Prefeito Milton Gonçalves dos Santos, que compõe o conjunto de praças na área central da cidade. Esta praça abriga uma cascata artificial que representa as mais de 80cachoeiras catalogadas em Rio Acima. Além disso, é usada frequentemente para eventos na cidade e serve como praça de alimentação.

Em abril de 2006 foi inaugurada a Praça Geraldo Cristóvão que contém quadras esportivas e o primeiro parquinho público municipal, feito em troncos de madeira, e um espaço de convivência com sombra.

NOTA: Até aqui contamos com a colaboração da Sra. Eunice Silva Santos, autora do livro “De Santo Antônio a Rio Acima – Abordagens a partir de 1736”, (out/2001), a qual agradecemos enormemente.

Em 2013 foi inaugurado o PSF Rosário, unidade José Guedes Filho, “Sr. Biriba”, aumentando para três o número de PSF´s da cidade. Em janeiro entrou no ar de maneira definitiva e com todas as documentações regularizadas, a Rádio Comunitária Super Nova - 87,9 FM, sob a tutela da Associação Comunitária, Cultural Rioacimense. Em dezembro, o município assinou com o Governo do Estado a participação da cidade no “Caminho Religioso da Estrada Real”, incluindo Rio Acima nos roteiros turísticos religiosos. No mesmo mês, houve instalação da academia a céu aberto no bairro Vila Duarte.

Nos anos de 2013 e 2014, muitos bairros foram urbanizados. O bairro Vila Duarte recebeu asfalto, drenagem, meio-fio e passeios. A Rua Ipê no bairro Morgan recebeu asfalto após doze anos de reivindicação dos moradores. O bairro Vila Nova foi completamente urbanizado, assim como o Vila Nossa Senhora do Carmo e Matinha, todos com asfalto, drenagem, meio fio e passeios.

Em 2013 a cidade de Rio Acima ficou conhecida como a “Cidade das Águas”, em homenagem às 84 cachoeiras conhecidas na cidade que formam a grande caixa d’água da região metropolitana. 

Em 2014 aconteceu um grande feito para a conservação da natureza e das águas de Rio Acima, consequentemente da região metropolitana de Belo Horizonte. A Serra do Gandarela foi tombada no âmbito do município e suas águas preservadas. O tombamento foi atribuído pelo reconhecimento do valor Histórico, Arqueológico, Paisagístico e Cultural da Serra do Gandarela. Para se ter uma ideia da importância desta medida, as águas que nascem nas mais de mil nascentes da Serra do Gandarela abastecem 60% das casas de Belo Horizonte e região metropolitana.

Neste mesmo ano, o Estado de Minas Gerais doou definitivamente o Centro Social Urbano para o município, valorizado em cerca de R$ 6 milhões de reais. Em maio foi construída a academia ao ar livre no bairro Vila Duarte.

Em 2014 Rio Acima foi contemplada no “Cidades Digitais”, o projeto do Governo Federal que implantou fibra ótica na cidade, garantindo 6km de fibra interligando os prédios públicos e dois pontos de internet wi-fi, gratuito para a comunidade. O acesso gratuito abrangerá cerca de 800 usuários por hora ainda neste ano.

A Paróquia de Santo Antônio foi tombada pelo município como patrimônio arquitetônico, paisagístico, histórico e cultural. Em maio, ela foi restaurada, realizando as benfeitorias internas e externas, mantendo as características originais.

Em maio de 2014 foi inaugurada a Academia a Céu Aberto Jatobá. No mesmo ano a Farmácia de Minas de Rio Acima foi considerada modelo pelo Governo do Estado.

 

 

Tradições religiosas

A cidade tem como padroeiro o Santo Antônio. Segundo a memória popular, o Santo foi escolhido pelos Bandeirantes que trouxeram a imagem no século XVIII, a qual ainda está conservada até os dias atuais.

A Igreja de Santo Antônio foi construída em 1752, no estilo barroco. No entanto, em 1953 teve que ser demolida e em 1957 começou a construção da nova Igreja no estilo neogótico.

A Festa de Santo Antônio é centenária em nossa cidade e recebe milhares de devotos e turistas. Todos os anos ela é realizada no mês de junho, com a realização da trezena de Santo Antônio entre os dias 31 de maio a 12 de junho. No dia 13, festeja-se o dia do Padroeiro. Atrações musicais e barraquinhas com o tradicional “Pastel de Santo Antônio” também ocorrem durante todo o mês.

Atualmente, Rio Acima participa do “Caminho Religioso”, projeto que inclui a cidade no grupo das cidades históricas de Minas que possuem roteiros turísticos religiosos.

Em Rio Acima tem onze comunidades religiosas, quais sejam: Comunidade de Santo Antônio, Comunidade Nossa Senhora do Rosário, Comunidade Nossa Senhora do Carmo, Comunidade Santa Clara, Comunidade São Vicente de Paulo, Comunidade Nossa Senhora Aparecida,  Comunidade de São Sebastião, Comunidade de Nossa Senhora das Dores, Comunidade de São Judas Tadeu, Comunidade de Santa Luzia e Comunidade do Beato Padre Eustáquio.


 

1822 acessos nesta página desde 25/11/2015.

Mais Notícias

(c) 2017 - Prefeitura Municipal de Rio Acima
Endereço: Prefeitura de Rio Acima Rua Antônio Carlos, nº 0 Cep: 34.300-000 - Cidade: Rio Acima / MG
Tel.: (31) 3545-1286 - Email: comunicaco@prefeiturarioacima.mg.gov.br

Versão: 2017.02.01
Alternar para Versão Mobile
Desenvolvido por: